Existem vários tipos de biocombustíveis líquidos, cada um com as suas características: etanol, metanol e biodiesel.

No entanto, são normalmente obtidos através de:

Óleos de colza ou de girassol;

Cana do Açúcar e milho (fermentação dos hidratos de carbono);

Madeira;

Gás Natural.

Etanol:

Este biocombustível líquido é obtido através da fermentação de compostos orgânicos (cana-de-açúcar, milho, entre outros) pela acção de microrganismos e leveduras (Saccharomyces cerevisiae, a mesma que é utilizada na produção de vinho e pão).  Porém, nesta situação, o substrato orgânico é a sacarose (que é degradada em glicose) e os produtos  finais são fundamentalmente o etanol e o CO2.

O etanol, que quando misturado com gasolina torna-a menos poluente, é finalmente obtido por destilação.

Etanol

Metanol:

Na produção de metanol a biomassa é aquecida numa atmosfera oxidante em quantidades menores à proporção estequiométrica, obtendo-se assim um gás sintético. COm a ajuda de catalizadores específicos, obtém-se por fim o metanol através do gás sintético.

Biodiesel:

Este biocombustível é obtido através de um processo químico designado por transesterificação, o qual consiste na separação da glicerina dos óleos vegetais. Ao juntar-se o óleo vegetal ao metanol, juntamente com um catalizador específico, forma-se glicerina (que é depois utilizada nas industrias farmacêuticas, cosméticas e alimentares) e o biodiesel.

Biodiesel

<Biocombustíveis Gasosos………………..Localização Geográfica em Portugal>