A energia solar é convertida em energia eléctrica através de um fenómeno designado por Efeito Fotovoltáico.

Efeito Fotovoltaico

Quando a luz incide sobre uma célula fotovoltáica, os fotões que a integram chocam contra os electrões presentes nas estruturas de silício, fornecendo-lhes energia. Devido ao campo eléctrico gerado no interior de cada célula, os electrões são forçados a fluir da camada P para a camada N, gerando-se assim um fluxo de electrões.

Como cada módulo fotovoltáico é formado por uma determinada quantidade de células conectadas em série, ao unir-se a camada negativa de uma célula com a positiva da seguinte (até ao inversor), produz-se energia eléctrica.

Pronto! Já temos energia eléctrica. Porém, como é que esta chega até nossas casas?

Como a energia eléctrica produzida se encontra em corrente contínua (DC), esta terá de ser convertida em corrente alterna (AC), pois a energia consumida em nossas casas é deste último tipo. Os Inversores, ou Conversores DC-AC, são os dispositivos responsáveis por esta conversão.

Normalmente, os Inversores convergem num quadro geral de baixa tensão, que é responsável pelo encaminhamento de toda a energia eléctrica alternada para um transformador de média tensão. Este último é responsável pela transmissão da energia eléctrica alternada de um circuito (de baixa tensão, a 320V) para outro (de média tensão, a 15 000V), modificando assim a sua tensão eléctrica.

Com uma tensão na ordem dos 15 000V, a energia eléctrica fica apta a ser transportada a longas distâncias, chegando assim rapidamente às nossas casas.

Processo de produção de energia eléctrica (solar)

<Energia Solar Fotovoltáica – Dispositivos.Localização Geográfica em Portugal>